Você preferiu partir…

- post, texto

Depois de todo esse tempo, você preferiu partir, deixando-me presa aos meus pensamentos. Pensamentos estes que me acompanham até na hora de dormir. “O que será que fiz de errado?”, fico a me perguntar. Foram tantos risos, tantas alegrias, tantos momentos e agora estão perdidos ao vento. Cada passo que dou, é como se eu estivesse mergulhando mais ao fundo no mar. É como se tudo que eu fizesse não servisse para nada. Cada mergulho dado, são suas palavras me ferindo. Cada ferida é uma lágrima que escorre em meu rosto. Lágrimas estas que ardem e não aliviam a dor sentida. Dores que me perturbam dias e noites, horas e horas…

Fico a me perguntar se suas feridas já cicatrizaram. Se ao mesmo tempo você as sente como eu sinto. O seu orgulho fez esquecer-te de mim? Por mais que eu tente, é difícil não lembrar de você nos momentos sombrios, nas caladas noites gélidas. Vidas diferentes e ao mesmo tempo iguais. Sentimentos vividos e feridos. Solidão na porta com sorriso estampado. Esconder a tristeza e mostrar-se forte. Até onde vai nossa bravura? Até quando permitirei sentir esta dor? O tempo passa e com ele vivo outras histórias. Histórias que ocupam o lugar que um dia você ocupou. O lugar que já foi seu e hoje pertence a mim.

 

Você preferiu partir… levando consigo mesmo seus momentos, seus pensamentos, suas feridas, sua dor. Você preferiu partir, com seu orgulho, com seu sorriso, com sua voz, com o seu jeito. Você preferiu partir, jogando fora as alegrias, que estava junto a ti. Você preferiu partir, dando fim a uma partida e continuando uma nova história. Você, enfim, partiu.

Previous Story
Next Story

You Might Also Like

Sem Comentários

Deixe seu comentário